terça-feira, 25 de novembro de 2008

Aparelho de Alta Frequência

Hoje vou escrever sobre o aparelho de Alta Frequência e levar aos leitores interessados e Fisioterapeutas informações sobre esse recurso utilizado nos procedimentos estéticos.
Para que possamos entender o aparelho gerador de Alta Frequência assim como sua aplicabilidade e cuidados, vamos falar brevemente sobre Campo Eletromagnético:


FORMAÇÃO: um campo eletromagnético é um espaço onde agem forças magnéticas que se formam em torno de um condutor elétrico. Quando há uma corrente elétrica num condutor, não somente o condutor é submetido a alterações, mas também a região que o circunda sofre modificaçôes. Forma-se um campo eletromagnético em volta do condutor. Quanto maior a intensidade da corrente no condutor, tanto mais forte é o campo eletromagnético ao seu redor. Sempre quando o campo eletromagnético ao redor do condutor se desfaz, ele se desprende do condutor e parte em direção ao infinito. Enquanto há corrente ao redor do condutor, ondas eletromagnéticas são geradas.
Uma onda é a propagação de uma oscilação. A quantidade de oscilações por segundo dos elétrons de um condutor determina a frequência das ondas geradas por este condutor. Por comprimento de onda entende-se a distância que uma onda pecorre até que uma nova onda se deprenda do condutor.
A velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas no vácuo é constante e correspoende a velocidade da luz, ou seja, 300.000km por segundo. Quanto maior for a frequência das ondas, tanto menor será a distância entre elas, ou tanto menor será o comprimento de onda.
As ondas eletromagnéticas são uma forma de energia. Podem ser captadas por antenas. Uma antena é um condutor elétrico capaz de emitir ou receber ondas eletromanéticas.

OS EFEITOS DAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS: os aparelhos de Alta Frequência devem manter uma distência de 6m de aparelhos de corrente galvânica ou corrente farádica ( correntes também utlizadas nos consultórios e clínicas de fisioterapia), qndo usados simultaneamente. Os cabos dos outros agemcomo antenas, captando as ondas eletromagnéticas produzidas pelos aparelhos de alta frequência. Isso pode danificar o aparelho e/ou proporcionar algum perigo para o cliente que está sendo tratado.


Gerador de Alta Frequência

É uma parelho que trabalha com correntes alternadas de alta frequência, cujos parâmetros de frquência e tensão podem variar de acordo com o fabricante. Eis alguns parâmetros encontradados normalmente: frequência variado entre 100 e 200KHz, com tensão que oscila entre 25.000 e 40.000V e uma intesidade de ordem de 100mA; ou entre 150 e 200KHz, com tensão oscilando entre 30.000 a 40.000V; ou entre 500KHz e 1KHz, com tensão entre 40.000 e 90.000V, e intensidade de cerca de 100mA; e ainda com tensão oscilando entre 100.000 e 150.000V.
Ação: a passagem de ondas eletromagnéticas pelo ar ou outros gases rarefeitos provoca a formação de ozônios, como acontece por exemplo na ozonosfera do nosso planeta( as ondas eletromagnéticas do sol passam pelo ar rarefeito da ozonosfera, gerando ozônio).
O ozônio é conhecido por suas propriendades bactericidas. Diversos estudos realizados por pesquisadores puderam confirmar a ação antibactericida do ozônio,notando resultados significativos após avaliar a ação antiinflamatória e antimicrobiana em coelhos contaminados que apresentavam endoftalmite por Staphylococcus epidermids. Pesquisadores avaliaram também a ação do ozônio como méodo alternativo na sanificação de 30 galões de água de 20 litros, verifiando que o tratamento da água com ozônio reduziu significativamente o número de cliformes totais de Escherichia coli, Staphyloccocus aureus e Pseudomonas spp.
O uso do aparelho de Alta Frequência na superfície da pele provoca formação de ozônio (O3), e este por ser uma substância instável se decompõe rapidamente em oxigênio molecular (O2) e em oxigênio atômico (O). A ação desinfetante do ozônio reside na grande agressividade do oxigênio atômico nascente, liberado durante a decomposição do ozônio ( O3= O2+O).
Efeitos Fisiológicos
Efeito Térmico: o principal efeito das correntes de alta frequência ao atravessar o organismo é a produção de calor. Do efeito térmico já podemos deduzir outro efeito como o de vasodilatação periférica local, devido ao calor gerado, consegue-se um aumento do fluxo sanquíneo aumentando assim o aporte de oxigênio por intermédio do sangue e portanto se produz melhora do trofismo, da oxigenação e do metabolismo celular. O efeito térmico é inversamente proporcional à superfície do eletrodo. Portanto, quando se usam eletrodos de superfície (em forma de bico) podem ocorrer lesões por queimadura, já que concentram em um ponto os efeitos térmicos do aparelho de alta frequência.
Efeitos Terapêuticos
Bactericída e anti-séptico: é o principal efeito do aparelho de alta frequência, as "faíscas" que saltam entre a superfície do eletrodo e a pele geram ozônio a partir do oxigênio ambiental. O ozônio formado possui ação muito oixidante, e portanto é um bom bactericida, germicida e anti-séptico em geral.
Melhora do trofismo dérmico: este efeito está realcionado a ação bactericida, pois muitas vezes o trofismo da pele, relacionado a processos de regeneração tecidual está prejudicado pela ação de bactérias.
Antiinflamatório: associa-se este efeito à inflamação ocorrida nos processos de reparo tecidual onde há solução de continuidade da pele, como em feridas abertas ( úlceras, acne etc.), pois é comum, nestes casos, a presença de germes e bactérias que acabam por dificultar a resolução do processo inflamatório. Esse efeito também se justificaria pelo aumento do fluxo sanguíneo, pois aumentaria a presença dos elementos de defesa do sague na área da lesão. Apesar disso, o alta frequência não e indicado para inflamação em estruturas internas do corpo como tendões, músculos, articulações, etc, pois o mesmo não tem ação em profundidade.
OBS: há de ressaltar que este tipo de corrente não tem nehum efeito de excitação neuromuscular.
Indicações:
A maioria das indicações tem por base a ação bactericida do gerador de alta frequência. Entre elas podemos destacar:
Desinfecção após extração de eflorescências acnéicas, eflorescências acnéicas inflamadas, desinfecção do couro cabeludo em casos de seborréia, pós depilação, principamente onde haja história de foliculite, úlcera de pressão infectadas, feridas abertas.
Nos procedimentos estéticos, a alta frequência é empregada principalmente na terapêutica facial, não só nos procedimentos de limpeza de pele como também em outros protocolos faciais (hidratação, revitalização). A psoríase apresenta resposta terapêutica no tocante ao fechamento das lesões; as ferias inflamatórias pós-extração de cutículas ungueais têm sua evolução estacionada, facilitando a cura; a presença de piolhos pode ser controlada, pois sofrem irritação ou podem morrer diante do faiscamento elétrico da alta frequência.
O aparelho Alta Frequência:









Consiste num gerador de alta frequência e um porta-eletrodo e em diversos eletrodos de vidro. Os eletrodos que se utilizão para a aplicação da corrente de alta frequência são geralmente tubos ocos de vidro. Em seu interior, há geralmente o vácuo parcial, quer dizer, ar rarefeito ou gás, como o neon. A passagem da corrente provoca uma ionização das moléculas de gás, as quais, sob o forte impacto energético, tornam-se fluorescentes. O aparelho pode ser portátil como esse mostrado na figura, ou montado em aparelhos conjugados com outros recursos eletroterapêuticos.



Tipos de Aplicação:
A aplicações mais comuns são: Aplicação direta ou efluviação (aplica diretamente o eletrodo sobre a área a tratar, efetuando-se suave massagem). Aplicação a distância ou com faíscas (mantém o eletrodo a milímetros de distância da pele, porém sem encostá-lo em nehum momento. Aplicação indireta ou saturação ( consiste na aplicação da corrente de alta frequência através do eletrodo em forma de barra metálica ou de vidro com espiral metálica interna, em que a pessoa tratada o segura com uma mão e com a outra segura o porta eletrodo. O fisioterapeuta tratará o cliente com as mãos, pois, quando ele toca o cliente, o fenômeno de alta frequência se dá através do organismo dessa última pessoa, onde nos pontos de contato do profissional ocorrem efeitos semelhantes aos que verificam mediante uma aplicação direta.
Formatos dos eletrodos: podemos encontrar os eletrodos nos formato de cogumelo, em forma e bico, tubo de vidro com espiral metálica, em forma de pente, forquilha, cachimbo e eletrodo em forma de rolo, esses formatos foram feitos para faciliar e garantir uma boa aplicação na área a ser tratada.
Contra- Indicações:
Marca-passo cardíco que pode sofrer algum tipo de influência em seu funcionamento; nas gestantes, principalmente nos 3 primeiros meses, pois pode haver problemas na formação do feto (é prudente que a fisioterapeuta grávida evite usar o aparelhos nas clientes); nos pacientes com distúrbios de sensibilidades, podendo haver lesões pelo fato do cliente não relatar incômodo diante de uma aplicação, pele com cosméticos inflamáveis, contendo álcool ou éter, que pode sofrer quaimadura por fogo, desencadeado pelo faiscamento do aparelho de alta frequência.
Além disso não podemos esquecer que, o envelhecimento celular está ligado à ação dos radicais livres, e o oxigênio é um dos precursores desta ação, através da oxidação das estruturas orgânicas. O oxigênio atômico é o oxidante mais agressivo depois do flúor. Baseando nas considerações dos radicais livres, os eletrodos de alta frequência, produtores de ozônio no nível da pele, devem ser utilizados criteriozamente. A corrente de alta frequência, quando empregada descriteriosamente, é um meio de se envelhecer mais rápido.
Confira no vídeo a técnica de aplicação:

Os tratamentos habituais, na região de toda a face ou cabeça, duram em média entre 3 e 5 minutos, podendo chegar a 10 minutos. Quando a aplicação se dá no corpo, o tempo de aplicação pode variar de acordo com o tamanho da área a tratar.

Quanto a intensidade, normalmente se bsuca o máximo de faíscamento e/ ou luminosidade do eletrodo, associado ao conforto e/ou tolerância do paciente.

Com a finalidade de aumentar a ação do eletrodo, este pode ser passado ligeiramente afastado da pele ou sobre uma gase seca.

Após o término das aplicações, é importante a assepsia do material utlilizado, principalmente dos eletrodos. Normalmente se limpa o eletrodo com o algodão embebido em álcool, mas atenção, não esqueça de verificar se o aparelho está desligado.

Marcelle Matoso.

2 comentários:

Roberta disse...

Olá Marcelle, muito interessante seu blog, parabéns. Ao ler sua matéria algo me preocupou. Sei que você recomenda que nós procuremos profissionais para esclarecimento de dúvidas, mas se você puder me ajudar, eu agradeço. Hoje ao ir na esteticista para fazer uma limpeza de pele, ela me indicou 10 sessões de eletro alta frequencia para fechamento dos poros da minha pele oleosa que são MUITO dilatados. Já tenho 31 anos, e farei duas sessões por semana juntamento com 5 sessões de peeling. Essas sessões de alta frequencia, pode de fato acelerar o envelhecimento da minha pele? Fiquei preocupadissima ao ler sua materia, porque se fato isso ocorre, devo pensar de fato se compensa o custo beneficio.

Obrigada

Anônimo disse...

Olá, eu tenho a unha do pé encravada, então faço tratamento com a podóloga. Sempre quando a minha unha inflama ela utiliza o aparelho de alta frequencia para fazer a cauterização. Ela diz que tem ação antibiótica e que tira todo pus que está na inflamação da unha. Gostaria de saber se este aparelho pode ser usado no tratamento de unhas encravadas.